18 Outubro 2021
pt | en Contactos | Mapa do Site
Página Inicial » Newsletter
Asclépias Versão para impressão Enviar por E-mail
 09

O Jardim de Plantas Aromáticas e Medicinais, inaugurado no dia 5 de junho de 2000, Dia Mundial do Ambiente, é um espaço aprazível onde os visitantes podem conhecer mais de quatro dezenas de plantas medicinais, aromáticas e algumas ornamentais, oriundas dos 5 continentes.

 Nos 890 m2 deste Jardim o visitante pode observar plantas como a cana-de-açúcar, o funcho, a consolda, a salva, a salsa, o aipo, diversas hortelãs, a babosa, a árvore-da-canela e uma Ginkgo biloba, originária da China e do Japão.

Neste mês, damos a conhecer a planta da seda, asclépias, uma planta muito conhecida de todos.

Nome científico: Asclepias curassavica L.    

Nome vulgar: planta da seda, asclépias

Família: Asclepiadaceae

Origem: Sudoeste dos EUA (Florida), América do Sul e Central

Descrição: Planta herbácea, anual até 1 m de altura. Folhas opostas, 5-15 cm, oblongas a oblongo-lanceoladas, glabras e curtamente pecioladas. As flores nascem em umbelas terminais ou axilares. Os lobos da corola são de cor púrpura avermelhado. Os frutos, fusiformes, também são conhecidos por folículos. No seu interior, os folículos encerram sementes de cor acastanhada e forma ovada (6-7 mm de comprimento). As sementes possuem pelos sedosos que lhes facilita a dispersão pelo vento quando o folículo amadurece e abre.

Tal como todas as plantas do género Asclepias, esta também possui uma seiva leitosa tóxica que, por exemplo, em contato com a mucosa ocular, pode provocar edema da córnea.

Curiosidade: Esta planta foi introduzida no arquipélago da Madeira como ornamental. À semelhança da sua congénere Asclepias fruticosa L. a planta da seda serve de alimento às lagartas da bela borboleta-monarca (Danaus plexippus Linnaeus, 1758).

 

Galeria de Fotos


(Fotos de: Elisabete Henriques /Gabinete de Arte e Design CMF e Helena Encarnação /DCI)

 
Mapa do Site | Sugestões | Condições de utilização | Privacidade | © 2021, Municipio do Funchal Facebook | RSS