4 Dezembro 2021
pt | en Contactos | Mapa do Site
Página Inicial
Arruda Versão para impressão Enviar por E-mail
00 O Jardim de Plantas Aromáticas e Medicinais, inaugurado no dia 5 de junho de 2000, Dia Mundial do Ambiente, é um espaço aprazível onde os visitantes podem conhecer mais de quatro dezenas de plantas medicinais, aromáticas e algumas ornamentais, oriundas dos 5 continentes.

Nos 890 m2 deste Jardim o visitante pode observar plantas como a cana-de-açúcar, o funcho, a consolda, a salva, a salsa, o aipo, diversas hortelãs, a babosa, a árvore-da-canela e uma Ginkgo biloba, originária da China e do Japão.

No mês dos Santos Populares, damos a conhecer a arruda, uma planta muito conhecida de todos.

Nome científico: Ruta graveolens L.

Nome vulgar: Arruda

Família: Rutaceae

Origem: Sul da Europa e arquipélagos macaronésicos dos Açores (casual nas ilhas do Pico, Graciosa, São Jorge, Terceira, São Miguel e Santa Maria), da Madeira (nativa nas ilhas da Madeira, Porto Santo e Desertas), das Canárias (provavelmente introduzida em todas as ilhas) e Cabo Verde (introduzida nas ilhas de Santo Antão, São Nicolau e Santiago).

Descrição: Planta herbácea, de cheiro pouco agradável, com ramos prostrados ou ascendentes e folhagem densa. Folhas penatissectas, lobo terminal oblongo. Flores verde amarelado, 1 - 1,5 cm de diâmetro, com pedicelo e 4 pétalas fimbriadas. Cápsulas com 4 - 5 lóbulos, sementes com cerca de 2 mm.

Propriedades: estimulante e sudorífera.

Uso mais comum:

Medicina tradicional – Na freguesia da Ilha (concelho de Santana), costuma-se fazer chá das folhas de arruda para combater as dores de cabeça e os problemas intestinais.
Esta planta também é associada a tratamentos de problemas do foro ginecológico.

Partes utilizadas: folhas, flores e botões (cápsulas).

Curiosidades: Na manhã de São João, em jejum, deve-se ingerir 2 - 3 cápsulas com 5 fendas, para proteger do “mau-olhado”. Também é considerado por muitos, um remédio santo para os piolhos! Juntar um punhado de arruda a um litro de água, deixar ferver durante 5 a 10 minutos. Quando a infusão estiver morna, aplicar no couro cabeludo massajando. Cobrir a cabeça da criança com uma toalha durante uma hora.

Advertências: O manuseio da planta poderá provocar alergias cutâneas. De acordo com algumas fontes, o seu consumo deve ser moderado.

 

Galeria de Fotos

 

(Fotos de: Juan Silva /DCI)

 
Mapa do Site | Sugestões | Condições de utilização | Privacidade | © 2021, Municipio do Funchal Facebook | RSS