4 Dezembro 2021
pt | en Contactos | Mapa do Site
Página Inicial
Bálsamo-de-canudo Versão para impressão Enviar por E-mail
00

O Jardim de Plantas Aromáticas e Medicinais, inaugurado no dia 5 de junho de 2000, Dia Mundial do Ambiente, é um espaço aprazível onde os visitantes podem conhecer mais de quatro dezenas de plantas medicinais, aromáticas e algumas ornamentais, oriundas dos 5 continentes.

 Nos 890 m2 deste Jardim o visitante pode observar plantas como a cana-de-açúcar, o funcho, a consolda, a salva, a salsa, o aipo, diversas hortelãs, a babosa, a árvore-da-canela e uma Ginkgo biloba, originária da China e do Japão.

Neste mês, damos a conhecer o bálsamo-de-canudo, uma planta muito conhecida de todos.

Nome científico: Senecio serpens Rowley

Nome vulgar: bálsamo-de-canudo.

Família: Asteraceae

Origem: África do Sul

Descrição: Planta perene, suculenta, de folhas ensiformes carnudas e glaucas. Flores amarelas dispostas em capítulos sobre pedúnculos ramificados no terço final.

Propriedades: cicatrizante

Uso mais comum:

Medicina tradicional – A seiva de uma folha é aplicada diretamente no olho, contra infeções e para a limpeza de poeiras.

Partes utilizadas: seiva das folhas.

Curiosidades: Planta cultivada na Madeira, como ornamental e medicinal. Segundo o Visconde do Porto da Cruz, para combater a anemia costuma o povo tomar em jejum, e antes de cada refeição, um cálice da infusão de bálsamo-de-canudo em vinho Madeira. Outro remédio caseiro para a tuberculose consiste na toma de um cálice de sumo de bálsamo-de-canudo, em jejum, ou da infusão em vinho Madeira desta planta com agrião. O mesmo autor refere que o suco desta planta tem propriedades cicatrizantes de chagas.

 

Galeria de Fotos

 

(Fotos e texto de: Juan Silva /DCI)

 
Mapa do Site | Sugestões | Condições de utilização | Privacidade | © 2021, Municipio do Funchal Facebook | RSS