20 Outubro 2021
pt | en Contactos | Mapa do Site
Página Inicial » Newsletter
Noites Abertas na Estação prosseguem a 29 de agosto Versão para impressão Enviar por E-mail
04  No passado dia 31 de julho realizou-se a primeira Noite Aberta, deste ano, na Estação de Biologia Marinha do Funchal com o tema Biodiversidade e espécies marinhas invasoras. Foram apresentadas as palestras “Biodiversidade Marinha da Madeira: uma ferramenta para o seu conhecimento – BioDivMarMadeira” por Cláudia Ribeiro e “Invasões biológicas no Mar da Madeira e o Tráfego Marítimo” por Patrício Ramalhosa.

 Após uma introdução ao tema e aos convidados por parte de Manuel Biscoito, Diretor do Departamento de Ciência e Recursos Naturais da Câmara Municipal do Funchal, seguiu-se a intervenção da Doutora Cláudia Ribeiro, sobre a criação da Base de dados da Biodiversidade Marinha da Madeira (BD), BioDivMarMadeira, já disponível on-line. A organização da informação existente sobre a biodiversidade marinha da Madeira e o legado de conhecimento nas coleções do Museu de História Natural do Funchal - MMF, serviu de base a este projeto. A qual se constitui como uma ferramenta para apoio ao conhecimento, organização e gestão da Biodiversidade Marinha da Madeira. A BioDivMarMadeira nasceu de um projeto apresentado por Cláudia Ribeiro a financiamento de uma bolsa de estágio da ARDITI (Agência Regional de Desenvolvimento, Investigação, Tecnologia e Inovação) com supervisão científica de Manuel Biscoito e que teve como instituição de acolhimento o Departamento de Ciência e Recursos Naturais nomeadamente o Museu de História Natural do Funchal (MMF)/ Estação de Biologia Marinha do Funchal (EBMF).

A palestra “Invasões biológicas no Mar da Madeira e o Tráfego Marítimo” foi apresentada por Patrício Ramalhosa, investigador do Observatório Oceânico da Madeira e do MARE - Centro de Ciências do Mar e do Ambiente. Nesta apresentação foi referida a importância do estudo das invasões marinhas no arquipélago da Madeira. As invasões biológicas por espécies não indígenas (NIS) são fenómenos muito comuns e representam uma grande ameaça, quer a nível ambiental, quer a nível económico, podendo causar perdas de biodiversidade de espécies marinhas costeiras. O número das invasões biológicas aumentou significativamente nos últimos anos, em grande parte devido ao transporte de espécies alienígenas nos cascos dos navios (bio-incrustações) e também em águas de lastro. Nos últimos anos, no arquipélago da Madeira, o Doutor João Canning-Clode tem-se debruçado sobre o estudo das invasões marinhas, tendo identificado 16 espécies não-indígenas na marina da Quinta do Lorde, número esse significativamente relacionado com o número de chegadas de embarcações de recreio nessa mesma marina. Neste contexto, e no âmbito do Observatório Oceânico da Madeira (OOM), o projeto tem como grande objetivo o de compilar uma ampla e completa base de dados do tráfego marítimo, ao longo dos anos, em todos os portos e marinas da RAM. Está disponível on-line a visualização destes dados, já projetados em mapa, no VISOR-Bio do OOM.

A próxima Noite Aberta é já no dia 29 de agosto com o tema “Mar da Madeira” e a última será a 12 de setembro sobre “Biodiversidade dos Montes Submarinos”.

As inscrições nas Noites Abertas são gratuitas e poderá fazê-las na Estação de Biologia Marinha, pelo telefone 291 700 360 ou por Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar .

 

 

Galeria de Fotos

 

 

(Fotos de: Flávio Martins /DCRN; Texto de: Luisa Costa /DCRN)

 
Mapa do Site | Sugestões | Condições de utilização | Privacidade | © 2021, Municipio do Funchal Facebook | RSS