18 Outubro 2021
pt | en Contactos | Mapa do Site
Página Inicial » Newsletter
Estudo de caracterização prévia na área de implementação de um Recife Artificial no Porto Santo Versão para impressão Enviar por E-mail
01  Criação de um Recife Artificial na ilha do Porto Santo através do afundamento da Corveta Pereira D’Eça – Estudo de caracterização prévia.

 
Decorreu entre os dias 4 e 10 de Julho de 2016 na ilha do Porto Santo uma campanha de mar levada a cabo por 4 investigadores de instituições científicas da Região Autónoma da Madeira (CIIMAR-Madeira, Observatório Oceânico da Madeira e Câmara Municipal do Funchal - Estação de Biologia Marinha) com o objetivo de efetuar o estudo de caracterização prévia antes do afundamento da Corveta NRP Pereira D’Eça.

A corveta Pereira D’Eça foi afundada dia 13/07/2016 na costa sul do Porto Santo, com o intuito de fomentar o turismo subaquático na ilha e aumentar a biodiversidade naquele local.

Esta missão científica ao Porto Santo, resultou duma parceria entre o CIIMAR-Madeira, o Município do Funchal (através da sua Estação de Biologia Marinha e do Museu de História Natural), a Universidade da Madeira, o Observatório Oceânico da Madeira (OOM) e o Instituto de Florestas e Conservação da Natureza (IFCN - IP RAM) tendo sido efetuados 31 mergulhos em 5 locais distintos, num total de mais de 24 horas de trabalho subaquático a profundidades entre os 5 e os 30 m.

O trabalho dos investigadores incluiu avaliação da ictiofauna, macrofauna, macroflora e meiofauna, tendo igualmente sido recolhidas amostras de água para determinação de nutrientes, amostras de sedimento para avaliação da granulometria e conteúdo de matéria orgânica ao que se somaram arrastos para recolha de plâncton. Após o trabalho no mar, foi necessário conservar e identificar todas as amostras, descarregar e catalogar as imagens recolhidas e registar cuidadosamente todas as observações, num trabalho que, frequentemente, se prolongava pela noite dentro.

Numa ação pioneira em Portugal, este estudo pretendeu estabelecer as bases para a avaliação do impacto do afundamento do antigo navio da Armada Portuguesa naquele local, já que noutros afundamentos de navios efetuados no nosso país, os estudos de monitorização foram efetuados apenas numa fase posterior ao afundamento, ficando a faltar a caracterização da situação de referência.

Para o sucesso desta campanha, em muito contribuíram não só as competências da única equipa com certificação de mergulho científico na RAM (Ciimar-Madeira e EBMF/MMF), mas também o apoio da Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais, através do recém-criado Instituto de Florestas e Conservação da Natureza, nomeadamente através da cedência da sua embarcação semi rígida, e do apoio nas deslocações no Porto Santo e da equipa de vigilantes no Porto Santo, que foi incansável na sua disponibilidade e apoio aos investigadores.

A primeira fase do estudo terminou sábado (09/07/2016) e deverá continuar nos próximos 5 anos, durante os quais serão avaliados os impactos da criação deste recife artificial.

 

Galeria de Fotos

 

 

 


(Fotos de: Pedro Neves / Centro de Mergulho Científico do Ciimar-Madeira ;Texto de: Claúdia Ribeiro /Ciimar-Madeira)

 

 

 

 
Mapa do Site | Sugestões | Condições de utilização | Privacidade | © 2021, Municipio do Funchal Facebook | RSS