Tubarão raro traz à Madeira paleontólogo Alemão Versão para impressão
fig1 Um tubarão de profundidade raro, existente em exposição no Museu de História Natural do Funchal trouxe ao Funchal o paleontólogo alemão Prof. Friedrich Pfeil.


O Prof. Pfeil é especialista em fósseis de tubarões sobretudo da época Miocénica, ou seja, que habitaram os mares entre 23 e 5 milhões de anos atrás. A vinda deste especialista ao Museu de História Natural do Funchal deve-se ao facto de nele existir o holótipo de um tubarão de profundidade, Odontaspis noronhai, espécie que foi descrita pela primeira vez pelo Dr. Günther Maul em 1955, com base num exemplar capturado na Madeira e conservado em exposição no Museu.


Esta espécie, que não aparece no registo fóssil, é conhecida das águas da Madeira, onde é rara e do Sul do Brasil. Foi também capturada ao largo do Havai. Ao todo são conhecidos muito poucos exemplares.


O Prof. Pfeil interessou-se em particular pelos dentes deste tubarão, uma vez que estes são normalmente as únicas partes que ficam preservadas no registo fóssil. Embora a Madeira não possua fósseis deste tipo, o intercâmbio científico com estes investigadores é muito importante, na medida em que é necessário conhecer as espécies existentes para poder validar os achados fósseis.


Refira-se ainda que o Prof. Pfeil é também editor científico, tendo oferecido à Biblioteca “Prof. Luiz Saldanha” da Estação de Biologia Marinha do Funchal dois livros sobre plâncton publicados pela sua editora.

 Galeria de Fotos

 

(Fotos: Helena Encarnação e Manuel Biscoito/DCI)