O Litoral e o Mar Profundo divulgado na Estação de Biologia Marinha Versão para impressão
09 No mês de fevereiro a Estação de Biologia Marinha do Funchal recebeu as Escolas Básicas e Secundárias Gonçalves Zarco e Dona Lucinda Andrade, numa abordagem científico-didática das temáticas “Litoral e Mar Profundo da Madeira”.

 As atividades iniciaram-se com uma palestra sobre as ações e projetos  desenvolvidos pela Estação, seguida de uma visita guiada à sala das coleções marinhas do Museu de História Natural do Funchal, aqui depositadas.

Os jovens alunos da Escola Gonçalves Zarco participaram na ação de sensibilização sobre pesca desportiva no Cais do Carvão, subordinada ao tema Litoral da Madeira. Utilizando a técnica de pesca à boia com cana, capturaram três exemplares de peixe-verde (Thalassoma pavo) e um de dobrada (Oblada melanura), que foram de imediato devolvidos ao mar.

Por outro lado, os estudantes da Escola Dona Lucinda Andrade participaram no “Workshop sobre o Mar Profundo”, onde resumidamente foi exposto o processo de captura e amostragem de diferentes espécies de gambas e caranguejos, como a gamba-da-Madeira (Plesionika edwardsii), camarão-cabeçudo-do-alto (Heterocarpus grimaldii), caranguejo-de-profundidade (Chaceon affinis) ou a sapateira (Cancer bellianus). Nesta atividade prática os alunos tiraram as medidas morfométricas de um caranguejo e apontaram na folha de amostragem correspondente, com a utilização do material de medição e disseção adequado, para terem uma breve introdução ao trabalho minucioso desenvolvido pelos biólogos marinhos.

Um dos atrativos das visitas foi a observação da tartaruga-comum (Caretta caretta), que se encontra em recuperação devido a uma ferida na carapaça. Esta espécie de tartaruga marinha encontra-se mundialmente ameaçada e a Estação de Biologia Marinha do Funchal possui tanques para a sua reabilitação.

 

Galeria de Fotos

 

 

(Fotos de: Flávio Martins /DCRN; Texto de: Luisa Costa e Mafalda Freitas /DCRN)